sábado, 23 de janeiro de 2010

É pelo que sai da nossa boca que nos relacionamos




O tempo é o mestre da vida na medida em que aprendemos entender a diferença entre estar vivo e viver, entre padecer ou resplandecer. A humanidade por ora ainda não está pronta a se doar pelos seus, ainda que alguns se mostrem aptos a saber, que se é dando que se recebe; que se é perdoando que se é perdoado. Nem chamamos nossos irmãos de irmãos, quiçá aqueles que não tem afinidade consangüínea conosco. Mas devemos saber que não é pelo parentesco hereditário que temos um irmão, mas sim pela curta distância dos nossos corações.

– Que todos possamos ouvir e sermos escutados por palavras doces e singelas, palavras de um coração brando e pacífico.
- É pelo que sai da nossa boca e não pelo que entra por ela que estreitamos todas as relações humanas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog

Carregando...

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, Brazil
Administrador de Empresas, com pós-graduação em Administração Financeira e MBA em Gestão de Pessoas.